Não estamos autorizados a informar o preço pelo telefone

Sempre abordo, nos cursos para recepcionistas, essa questão de passar o preço pelo telefone. Mas o que me motivou a escrever esse texto foi uma situação que aconteceu comigo, fora do mercado fitness.

telefonistaRecebi uma ligação porque havia cadastrado o nome de minha filha em um curso de idiomas e durante a conversa o atendente me informou que tinha uma promoção onde o valor cairia de R$ 259,00 para R$ 157,00. Excelente desconto!!! Acontece que minha filha ainda não tinha idade para se matricular neste curso e aproveitei para perguntar sobre valores de aulas de outros idiomas nos quais eu mesmo estava interessado. Qual não foi minha surpresa quando o atendente falou que não estava autorizado a informar o preço pelo telefone!

O que venho tentando mostrar nos cursos é que, muito provavelmente, o cliente que liga perguntando sobre o preço não está interessado em conhecer o local e está, simplesmente, comparando preços das diversas academias.

A resposta que as recepcionistas mais alegam passar para os clientes é que eles precisam conhecer a academia antes, para ver o que ela tem de melhor.

Ora, quem tem que PERCEBER o valor é o cliente; a missão de quem vende é gerar essa percepção. E, pelo que percebo, o “tour” na academia, como geralmente é feito, NÃO gera essa percepção! Não adianta exaltar que sua academia tem ar condicionado se o cliente é alérgico a ele! Não adianta falar que o vestiário é espaçoso e tem chuveiro quente se o cliente não os utiliza! Outra coisa: sua academia vende SERVIÇO, o que torna ainda mais difícil gerar essa percepção de valor em uma visita!

O que tenho mostrado nos cursos é como gerar essa percepção de valor no cliente! E isso pode ser feito mesmo pelo telefone!

Pense nisso da próxima vez que orientar suas recepcionistas a não informarem o preço pelo telefone: ou você treina elas ou pode estar perdendo um potencial cliente! Ou você acha que eu vou mesmo me deslocar até o curso de idiomas para saber o preço das aulas?

E sua academia, informa o preço dos serviços pelo telefone?

2 respostas para “Não estamos autorizados a informar o preço pelo telefone”

  1. Estamos no caminho certo neste quesito, pois sempre passamos o valor para o cliente, independente se é por telefone, pessoalmente ou por email. Você tem toda a razão em seus argumentos. Parabéns !
    E nossa equipe estará no curso em SP. Até quando vão as inscrições? E já decidiram o local? abraços..Prof. Maurici

  2. Prezado e criativo Leonardo,
    Tenho lido não só suas resenhas como a excelente revista da qual você agora é gestor. Comento seu artigo abaixo com o qual concordo e acrescento:
    • Nossa orientação aos recepcionistas é que não deixem de fornecer os preços. Somos a favor da lei do menor esforço! As grandes invenções surgiram dos preguiçosos!
    • O telefone é um grande meio de mídia, vide o celular. Deixar de prestigiar esse invento é remar contra a maré;
    • A única recomendação que fazemos é que a prioridade deve ser dada a quem se desloca até a academia, o que vai de encontro ao que você escreveu. Se tem alguém na recepção, pede licença ao interlocutor do telefone e dá atenção a quem está de frente, olho no olho;
    • A concorrência sabe de nossos preços, queiramos ou não!
    • Se não fosse por outra razão, quem se desloca recebe, dizia o velho Gentil Cardozo. Quem liga para nós, seja qual for o motivo, merece ser bem atendido e informado.

    Abraços à família,

    Waldomiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Vendas em Academias
Enviar