Fatores que afetam a aderência das pessoas ao exercício

fidelizacao-de-clientesUma diferença básica entre adesão e aderência ao exercício diz respeito à análise temporal: adesão é quando a pessoa começa a praticar uma atividade orientada e aderência é quando a pessoa se mantém praticando essa atividade durante muito tempo ao longo de sua vida.

Uma série de fatores afetam a aderência dos alunos/clientes à atividade física orientada em academias de ginástica. Sabemos que a fidelização ou retenção de clientes é um fator crítico para o sucesso desses empreendimentos e entender esses fatores e saber como combatê-los pode evitar o excessivo número de clientes que se engajam em um programa de treinamento e, depois de um certo tempo, deixam de se manter fieis a ele. São eles:

  • Liderança inadequada: um profissional de Educação Física dentro de uma academia deve, antes de tudo, ser cordial com TODOS que ali se encontram, esquecendo as possíveis desavenças com seus pares e/ou clientes. Vale lembrar, também, que dele depende a completa aderência do aluno ao programa. Deve, portanto, além de ser cordial, instruir e encorajar os clientes na execução do programa. Mostrar conhecimento também é fundamental para que o cliente permaneça fiel ao programa de exercícios.
  • Falta de tempo: é certo que esse é um dos fatores primordiais da não aderência ao programa. O corre-corre da vida diária, o estresse e os compromissos fazem com que a atividade física fique relegada a segundo plano. Uma vez iniciado em um programa de exercícios, o profissional de Educação Física deve fazer o cliente saber que se ele só puder comparecer uma vez por semana, isso é melhor do que não comparecer nenhum dia e ele certamente irá atingir seus objetivos ainda que leve mais tempo. Diversos estudos científicos já concluíram que exercícios de série única trazem os mesmos benefícios que exercícios de séries múltiplas.
  • Lesões: a correta interpretação da avaliação física e, consequentemente, a prescrição dos exercícios mais apropriados para cada cliente diminuem consideravelmente o risco de lesões durante a execução dos exercícios. Além disso, a atenção do profissional de Educação Física ao que acontece em seu ambiente de trabalho também contribui para isso.
  • Exercícios entediantes: mais uma vez cabe ao profissional de Educação Física acompanhar o aluno e saber se ele está satisfeito com o seu programa de exercícios. Existe uma série de exercícios para cada músculo do corpo e, certamente se o cliente não se adequou ou não gostou de um determinado exercício, ele pode, sem dúvida, ser substituído. Além disso, a variedade de atividades em uma academia, faz com que o aluno tenha mais opções.
  • Comprometimento individual: o profissional de Educação Física deve mostrar ao cliente os benefícios da atividade física e as vantagens que ele pode adquirir levando uma vida mais saudável, o que certamente levará o mesmo a se comprometer mais seriamente com o programa. É importante mostrar, também, a importância do convívio social com os outros frequentadores do local.
  • Não visualização dos resultados: o profissional de Educação Física deve fazer o cliente ver que já nos primeiros dias ele vai notar os benefícios da atividade física. Deve, ainda, registrar os resultados, seja através do aumento da carga nos exercícios ou de avaliações físicas periódicas para que isso possa estimular ainda mais o cliente.
  • Desaprovação do(a) parceiro(a) e pares: uma vez iniciado o programa e for verificado tal ocorrência deve-se, mais uma vez, mostrar os benefícios da atividade física e fazer o cliente mostrar ao seu parceiro(a) esses mesmos benefícios. Uma ótima estratégia é lançar pacotes de descontos para familiares e amigos.

Esses são alguns fatores a serem observados por aquelas academias que querem manter uma alta taxa de retenção de seus clientes. Mas, não se esqueça que, para isso, é necessário que sua equipe esteja treinada para colocar em prática essas ações que converterão para a fidelização de seus clientes.

Vendas em Academias
Enviar