Achismo ou análise de cenários?

analise-de-cenarios

Uma pergunta que deve permear o planejamento de qualquer gestor é “E SE?”. Tem gente que acha besteira ficar fazendo ilações sobre o que pode acontecer, mas E SE acontecer? Ninguém esperava que uma situação como a pandemia do novo Corona vírus pudesse acontecer (só mesmo o Bill Gates!), mas ela aconteceu!

Estamos em dezembro de 2020 e você, gestor, deveria estar se fazendo uma série de perguntas para preparar seu planejamento para 2021:

E SE as academias fecharem novamente? E SE uma outra situação semelhante à essa pandemia acontecer? E SE os clientes não voltarem a treinar presencialmente? E SE…? E SE…? E SE…?

Não tem nada de achismo em se fazer essas perguntas! São elas que irão nortear o seu planejamento no curto, médio e longo prazo!

Se você não pratica essa ação de se fazer essas perguntas constantemente, fica à mercê do que vai acontecer, como se estivesse de olhos vendados, sem conseguir enxergar o que acontece logo ali, bem à sua frente!

Cada resposta para cada pergunta “E SE…?”, vai gerar, pelo menos dois caminhos a serem seguidos e novas perguntas devem surgir em cada um desses caminhos. Mas o grande lance quando se pratica o “E SE…?” é ter uma solução para cada problema levantado, de forma que você tenha as ações próprias delineadas, caso os cenários se confirmem ou não.

É certo que até 2019 poucos gestores previram um cenário tão extremo, mas agora já se tem a experiência para se delinear ações caso aconteça algo semelhante novamente. Com essa experiência, provavelmente você já tem soluções para seus contratos, caso isso aconteça de novo; ações para um possível novo fechamento das academias (como, na verdade, já está acontecendo nesse final de ano!); comunicação estratégica para captação de novos clientes, mesmo durante a pandemia e muitas outras ações que só poderão ser delineadas se você responder à pergunta “E SE…?”.

Mas a pergunta que realmente fica é: E SE você não se planejar, o que acontece?

Vendas em Academias
Enviar